E se a sua cura não vier? Se o seu pedido não for atendido? E se a cura não vier bem da maneira como você imaginou? E se, ao orar em favor de alguém, a cura não vier?

A figura do atleta tem sido uma grande inspiração para mim nesses últimos tempos. O esforço, o aprendizado, a perseverança, as dores, a disciplina, o abrir mão, a rotina com propósito, os olhos fixos no alvo, fixos na recompensa, a superação. Não é moleza!!! E se você parar para analisar bem, se parece muito com o exemplo de Cristo!

É verdade que Cristo espalhou esperança por onde andou e curou muitos. E ainda hoje, quantos são curados por seu amor e misericórdia! Eu mesma sou testemunha disso! Porém, ele sabia que a sua própria carreira era um caminho de dores, de sacrifício. Sabia que não seria fácil cumprir com seu propósito de vida, mas perseverou até o fim. Amou até as últimas consequências. Seus olhos estavam fixos na recompensa. Orou, pediu ao Pai que, se fosse possível, que Ele não passasse por tudo aquilo. Chegou a suar frio, não!, chegou a suar sangue. E naquele dia não teve uma resposta “positiva” de Deus, apenas ouviu o deboche do povo: se você é filho de Deus, salve-se a si mesmo! Desce daí cara, se você tem mesmo poder.

Nos dias de hoje, o deboche vem de dentro das igrejas. Você ainda não foi curado?! É porque você não tem fé. Fulano orou e a pessoa não foi curada? É porque ele não tem poder, não sabe orar, está em pecado. E por aí vai. São os famosos amigos de Jó. E pior, já ouvi relato de gente que foi rejeitada na igreja por não receber a cura. Algo do tipo, “nossa igreja é a igreja dos milagres, então não fica bem ter um cadeirante aqui que não foi curado.” Triste realidade. Tão triste quanto previsível.

Antes de Cristo, a Bíblia já nos alertava sobre profetas que pregam, não o que Deus quer, mas profetizam aquilo que o povo quer ouvir. E, do outro lado, um povo que adora ouvir mentiras. Gente, quem não quer ser curado? Quem não quer ficar livre de privações? Quem não quer ter paz ao seu redor? Observe com atenção o que diz o profeta Jeremias, cerca de 600 anos a.C:

“Assim diz o Senhor dos Exércitos: “Não ouçam o que os profetas estão profetizando para vocês; eles os enchem de falsas esperanças. Falam de visões inventadas por eles mesmos, e que não vêm da boca do Senhor.
Vivem dizendo àqueles que desprezam a palavra do Senhor: ‘Vocês terão paz’. E a todos os que seguem a obstinação dos seus corações dizem: ‘Vocês não sofrerão desgraça alguma’.
Mas qual deles esteve no conselho do Senhor para ver ou ouvir a sua palavra? Quem deu atenção e obedeceu à minha palavra?”
Jeremias 23:16-18

Depois de Cristo, para ninguém dizer que não foi citado o novo testamento, um homem que curou muitos e sem dúvidas se tornou um exemplo para todo cristão é Paulo. Paulo já estava vivendo o tempo da graça e também recebeu um parecer diferente do que desejava ao pedir pela cura divina: “Minha graça te basta, Paulo”. Tomou parte nos sofrimentos de Cristo e lutou até o fim seu bom combate, guardou a fé.

O exemplo de Cristo então é sublime! Ele frequentava a presença Deus e se submetia aos conselhos, à voz de Deus. Ele sabia que se Deus quisesse poderia livrá-lo daquele sofrimento. Mas estava disposto a morrer por amor ao Pai e também por amor à humanidade. Obrigou seu próprio corpo à obediência até o fim, mesmo sabendo que isso lhe custaria muito caro, iria doer muito.

Longe de ser simples falar sobre sofrimento humano. Mas há algo de muito errado na mensagem proferida dentro de nossas igrejas.

Pode ser que Deus não tenha uma resposta imediatamente positiva ao seu pedido. Pode ser que Ele queira alguma mudança de sua parte antes. Olhe mais uma vez para a figura do atleta. Imagine que ele pedisse a Deus para vencer, porém dia após dia, não fizesse uma dieta própria, não saísse para seus treinos, não se submetesse ao comando do treinador, usasse drogas, fumo e bebidas alcoólicas a vontade… nem precisa continuar, não é?!

Pode ser que Ele não tenha uma resposta imediatamente positiva ao seu pedido. Pois pode ser que Ele queira usar essa circunstância para atrair toda a sua família e queridos para mais perto dele, para que muitos encontrem o arrependimento, perdão, a salvação e a vida eterna através do seu testemunho de coragem, superação, fé e gratidão. Lembre que uma vida vale mais que o mundo.

Pode ser que Ele não tenha uma resposta imediatamente positiva ao seu pedido. E queira trazer algumas curas antes no seu íntimo mais profundo, doenças da alma, pesos tão intensos que o corpo não pode suportar mais, mágoas e culpas do passado, orgulho, inseguranças e medos. De que adiantaria ele curar o sintoma visível no corpo se a causa é invisível e continua?! Deus conhece você por inteiro.

Pode ser que Ele não tenha uma resposta imediatamente positiva ao seu pedido. Mas o treinador queira te fazer não um atleta comum, algo mais. Mais forte, mas resistente. Capaz de se levantar novamente, novamente e novamente. Capaz de ser lançado mais longe. Capaz de encontrar força em Deus e ser o próprio milagre. Capaz de encorajar outros, enxergar outros, ter compaixão.

Uma coisa que Jesus nos ensina claramente com sua história é a lutar e a vencer. Ele não negou que os nossos dias são maus, difíceis de suportar. Mas nos aponta o caminho para vencer. Ele é o caminho. Ele é a nossa cura.

“Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.” João 16:33

Será que quando Ele voltar para enfim acabar com essa era de dores e estabelecer seu reino de paz, justiça, amor e alegria, vai encontrar gente como aqueles rapazes prestes a serem lançados na fornalha?! Eles tinham certeza de que Deus poderia os livrar e os livraria, mas ainda que Ele não o fizesse fisicamente, estavam seguros nas mãos de Deus. A coisa mais preciosa que podemos alcançar em Deus, Jesus Cristo conquistou na cruz: a vitória sobre a morte, o perdão, a reconciliação e a paz com Deus, a vida eterna para todo aquele que crê. Graça sobre graça. Ainda que o nosso corpo seja destruído, essa recompensa ninguém pode arrancar de nós.

“E vi um novo céu, e uma nova terra. Porque já o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe. (…) E Deus limpará de seus olhos toda a lágrima; e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas.” Apocalipse 21:1,4

Tags: , , , , ,



Deixe seu comentario